artigo

Piorou com Temer 3

erectile geneva; font-size: 10pt;">Em artigo publicado no Jornal de Brasília, o presidente do Cofecon avalia a crise política do governo de Michel Temer.

Leia mais...

 

Combate à corrupção e ajuste fiscal não bastam

CorrupcaoNao

sale geneva;">O economista Fernando Aquino argumenta que spilule geneva;">omente o ativismo econômico do Estado pode levar o país aos padrões dos países desenvolvidos, com ocupações para todos que quiserem trabalhar, inclusive com as empresas gerando massivamente empregos de alta produtividade e remuneração.

Leia mais...

Brasília, 3 milhões

page geneva; font-size: 10pt;">Em artigo publicado no Jornal de Brasília, prescription Júlio Miragaya aborda o crescimento populacional do DF.

No próximo domingo, 4 de dezembro, a população do Distrito Federal, segundo o IBGE, superará a marca dos três milhões de habitantes. Instituído em 1956 e formado por terras dos municípios goianos de Planaltina, Luziânia e Formosa, o Distrito Federal, já em 1957, tinha 12.283 habitantes, segundo censo específico realizado pelo IBGE.


Levou 22 anos para o Distrito Federal chegar a 1 milhão de habitantes, em 1978. Já a marca de 2 milhões de pessoas residindo no quadrilátero demorou 21 anos e foi alcançada em 1999. E agora, 17 anos depois, atingimos o patamar de 3 milhões de habitantes. Ainda que em processo de desaceleração, como no restante do País, a população do DF cresce cerca de 60 mil pessoas a cada ano, taxa média de 2% anuais, exatamente o dobro da taxa de crescimento da população brasileira, de 1% ao ano (2 milhões de pessoas/ano). É provável que a população do DF alcance a marca de 4 milhões em 2036.


Já a nossa periferia metropolitana, formada por 12 municípios goianos conurbados ou em processo de conurbação com o DF, está alcançando a marca de 1,2 milhão de habitantes. Seu ritmo de crescimento é ainda mais acelerado, perto de 3% ao ano, ou o triplo da média nacional. Dessa forma, a Área Metropolitana de Brasília (AMB), com 4,2 milhões de habitantes, disputa a condição de 4ª mais populosa metrópole brasileira com Porto Alegre e Recife, só superadas pelas regiões metropolitanas de São Paulo (21 milhões de habitantes), Rio de Janeiro (12,5 milhões) e Belo Horizonte (5,5 milhões).


Mas já em 2025, nossa área metropolitana juntar-se-á ao clube das 100 metrópoles mundiais com população acima de 5 milhões de habitantes, sendo 3,5 milhões no DF e 1,5 milhão na periferia metropolitana. É de se esperar que tenhamos diversificado nossa estrutura produtiva de forma a gerar empregos para esta população adicional e gerar receita para atender as demandas por serviços públicos nas áreas de saúde, educação, saneamento, habitação e urbanização, que crescerão de forma acentuada.


(*) Presidente do Conselho Federal de Economia

Piorou com Temer 1 - Economia

for sale geneva;">Este é o primeiro de uma série de 4 artigos de Júlio Miragaya analisando o governo Temer.

Leia mais...

Expectativas

Expectativa

stomach geneva;">O economista Ernani Souza fala sobre expectativas e questiona: o que esperar da PEC 241/2016?

Leia mais...

Sub-categorias