Fapespa discute perspectivas para a economia brasileira e paraense

Tamanho da Letra

here geneva; font-size: 10pt;">evento paráO presidente do Conselho Federal de Economia, pilule Júlio Miragaya, e o conselheiro federal Eduardo Costa participaram do seminário Projeções e perspectivas para a economia brasileira e paraense em 2017, realizado no dia 25 de janeiro em Belém, no Pará. O evento é uma iniciativa do Grupo Interinstitucional de Estudos e Análise Conjuntural (Geac) da Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa), da qual o conselheiro Eduardo é presidente. O evento reuniu representantes de instituições governamentais e entidades de classe e apresentará dados do atual cenário econômico e as projeções para 2017, além de um balanço dos primeiros seis meses do Pará 2030 e as metas para 2017, e os programas Pará Social e Pará Sustentável.


O presidente do Cofecon falou sobre Cenários e Perspectivas para a Economia Brasileira em 2017, e o conselheiro Eduardo Costa abordou Projeções de indicadores econômicos para o estado do Pará neste ano. Também participaram como palestrantes a gerente executiva da Unidade de Negociações Internacionais na Confederação Nacional da Indústria (CNI), Soraya Saavedra Rosar; o coordenador do programa Pará 2030, Alex Moreira; a secretária extraordinária de Estado de Integração de Políticas Sociais, Izabela Jatene; o secretário de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda, Heitor Pinheiro; e a secretária extraordinária de Gestão Estratégica, Noêmia Jacob.


O seminário teve certificado digital e foi transmitido ao vivo pela Escola Superior da Magistratura do Estado do Pará.

 

miragaya

O presidente do Cofecon, Júlio Miragaya, abordou as perspectivas para a economia brasileira em 2017.

eduardo fapespa

O conselheiro do Cofecon e presidente da Fapespa, Eduardo Costa, falou sobre Projeções de indicadores econômicos para o estado do Pará neste ano.

 


* Assessora de imprensa do Cofecon.

 

(61) 3208-1803/ 99939-9879

Escrito por Natália Kenupp